© Constellações - O Olho do Dragão

Como Criar um RPG para PC e Mobile: Parte 3 – Produção Fase 2

July 24, 2017

 

 

Introdução:

 

Como Criar um RPG para PC e Mobile é uma série de tutoriais que explica os passos do desenvolvimento do game O Olho do Dragão para ajudar quem está iniciando no desenvolvimento de games ou deseja saber mais sobre a produção deste game. O Olho do Dragão está em produção com o lançamento previsto para Outubro de 2017.

 

Parte 3: Produção Fase 2

 

Todo projeto tem um momento crucial, uma fase em que as tarefas se tornam tão importantes que para sua execução ser a melhor possível é necessário conectar todos os pontos do que foi realizado até o momento. Para o desenvolvimento do game O Olho do Dragão, este momento foi durante a segunda fase da produção.

 

Isto não é regra e cada projeto tem o seu momento crucial, mas para mim isto ocorreu quando grande parte do planejamento e da estrutura base do game ficaram prontas. De acordo com a organização que escolhi para meu projeto, durante a segunda fase da produção eu deveria trabalhar na construção do worldbuilding, dos gráficos e do projeto de níveis.

 

Alguns games constroem um território virtual completamente novo e a prática chamada de worldbuilding contribui nessa construção ao fornecer uma ambientação ao enredo e fazer com que ele seja mais sofisticado e crível. O Worldbuilding é o processo de providenciar que “tudo faça sentido” para o jogador quando ele estiver jogando.

 

A parte mais óbvia no desenvolvimento de um game nos dias atuais é a produção de seus gráficos, mas isso não significa que ela seja sempre a mais importante. A parte gráfica é importante, mas games renomados como Papers, Please e Game Dev Tycoon provam que a arte não precisa ser fotorrealista para que o game seja bom.

 

O projeto de níveis define a estrutura pela qual o jogador passa por um game, isto inclui coisas simples, como onde os objetos estão localizados, mas também os arcos do enredo quando há ramificações, quantidade de experiência necessária para subir de nível, quantos cenários existirão, pontos-chave para início e término das missões.

 

Estas três áreas foram as definidas para a segunda fase da produção do game O Olho do Dragão, porque eram as mais importantes para este game, é preciso que você analise quais são as partes mais importantes para o seu projeto e dedique tempo para elas neste momento, minha única recomendação é que sejam no máximo três grandes tarefas.

 

Trabalhando Duro:

 

Durante o desenvolvimento do game O Olho do Dragão foi necessário que os processos de construção do worldbuilding, dos gráficos e do projeto de níveis ocorressem juntos. Afinal de contas, para um game de RPG focado em sua narrativa, as cenas e roteiros precisam de gráficos que possam ambientar a visão necessária do território.

 

Então, quando eu projetava as cidades ou as regiões selvagens por onde os personagens passariam, eu considerava se este projeto mantinha o worldbuilding coeso. Ou seja, se os elementos projetados para aquelas cidades ou regiões continham elementos relacionados ao enredo e ao ambiente que estava sendo construído.

 

Todas essas considerações eram feitas antes de se definir os gráficos, principalmente antes da construção dos cenários para evitar retrabalho, este processo é ainda mais importante quando se tem prazos ou se está desenvolvendo grande parte do game com uma equipe pequena.

 

O maior desafio desta fase da produção para o game O Olho do Dragão é a adequação dos conhecimentos de Química ao enredo, afinal o meu objetivo é que quem jogue tenha uma experiência lúdica, uma experiência que somente os games podem proporcionar, uma experiência de adquirir conhecimento através do ato de jogar, de forma flexível e dinâmica.

 

Com esse objetivo em mente o tempo inteiro, toda vez que projeto uma cena, tenho o cuidado de manter a experiência da narrativa em primeiro lugar, de incluir os tópicos da disciplina de uma maneira que eles se encaixem na narrativa e nos diálogos para que quem jogue mantenha a experiência de fazer parte do território do game.

 

Quando o trabalho de produzir gráficos ocorre, ele é feito com uma mistura de combinação de recursos pré prontos (paredes, pisos, árvores, efeitos visuais, etc) com um editor de imagens (estou utilizando o GIMP). O motor de jogo utilizado possui um gerador de personagens humanos, recurso que facilita e muito a criação de novos personagens.

 

Para guiar a narrativa, uma das primeiras coisas que fiz pensando no projeto de níveis foi o roteiro. O roteiro é um texto com os tópicos principais de trabalho, é um guia para se saber por onde se começa, quais percursos serão percorridos e onde se termina o game, a narrativa, a missão, a cena, cada diálogo. É algo muito útil para auxiliar na execução de tudo o que se deseja.

 

Cada tópico do roteiro do game O Olho do Dragão possui entre uma e cinco linhas de texto, de acordo com o nível de detalhes necessários para me lembrar do que deve ocorrer naquele momento. Ao ler cada tópico eu começo a criar em meus pensamentos a cena, imaginando onde os personagens estão, o que estão fazendo, com quem irão interagir.

 

Este processo todo me permite criar gráficos com fidelidade à narrativa, mantendo o worldbuilding e gerando um ciclo de desenvolvimento: etapa 1) desenvolver um tópico do roteiro; etapa 2) criar gráficos necessários para este tópico do roteiro; etapa 3) ajustar ao worldbuilding; Repetir.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload