© Constellações - O Olho do Dragão

Os Mundos e a Natureza de Trae

Trae é um mundo habitado por diversos seres míticos e místicos, um mundo onde duas espécies evoluíram e se desenvolveram a um patamar acima das outras, tanto de forma fisiológica como social e econômica, estas duas espécies são os Humanos e os Dragões. Devido à sua vantagem evolutiva, humanos e dragões dominaram Trae, e o mundo agora é um reflexo da influência e da organização territorial no que foi chamado de Terra dos Humanos e Shiwi-Zuulééiei (ou Região dos Dragões na lingua humana).


A Natureza de Trae é composta por oceanos, florestas e desertos e a temperatura varia de uma região para a outra podendo chegar a congelar árvores e rios ou a produzir seca. Os humanos desenvolveram sua tecnologia ao ponto de combinarem os elementos básicos encontrados em Trae, diversos minérios e tipos de areia e rocha, para construírem casas e outros edifícios que suprissem suas necessidades.

Já os dragões, em sua maioria, preferem viver ao ar livre, em contato direto com as florestas e os desertos. Alguns poucos dragões preferem a vida reclusa em uma caverna e são raramente vistos tanto por humanos quanto pelos outros dragões. Devido ao seu contato direto com a Natureza, os dragões desenvolveram a Shiwi-Suéi-Zuuléi (a Magia dos Dragões) o que permite que invoquem a Energia Natural para produzirem diversos tipos de feitiços.


É de conhecimento comum entre os dragões que existe um outro lado da Natureza, o mundo dos espíritos que é a origem de toda a Energia Natural que existe em Trae e para onde o espírito de todos os seres vivos vão, após a morte, para continuar a existir de uma forma diferente da que experimentaram no mundo físico. Histórias antigas contam que alguns dragões possuem a habilidade de entrar no mundo espiritual, mas todos que entraram jamais retornaram.

Os humanos trilharam um outro caminho, um caminho através do estudo, da meditação e principalmente de seu poder dedutivo para, assim como os dragões, chegarem a conclusão de que existe um mundo espiritual. Através do estudo, a sociedade humana desenvolveu a Alquimia, que assim como a Shiwi-Suéi-Zuuléi permite aos humanos invocar a Energia Natural, mas não para produzirem feitiços e sim para manipularem os elementos da Natureza.


Entre dragões e humanos existem indivíduos que possuem maior facilidade e familiaridade para entrar em contato com o Mundo Espiritual, mas a Energia Natural oriunda do Mundo Espiritual está presente em todos os seres vivos de Trae e a sua volta, inclusive dentro das espécies inferiores como os animais silvestres e outros seres deste mundo. Para diferenciar a Energia Natural externa da interna, ambas as culturas passaram a chamar a energia interna de Qi.

Dessa maneira, quando alguém fala de Energia Natural está se referindo ao termo geral de energia que vem do Mundo Espiritual, da energia presente nos alimentos, no ar, a energia que gera vida e que a Natureza utiliza para se expressar através da chuva, do sol, do vento, dos vulcões, entre outras formas de manifestação. E quando alguém fala de Qi está se referindo à Energia Natural que existe dentro de cada indivíduo, a energia responsável por permitir que a Alquimia e a Shiwi-Suéi-Zuuléi se manifestem no plano físico, na forma de feitiços ou na manipulação dos elementos.


O Qi é como uma reserva de energia natural dentro de cada indivíduo, esta reserva pode ser preenchida através de técnicas específicas para se coletar a energia natural que existe ao redor de todos os seres vivos. Por terem um contato mais próximo com a natureza desde que nascem, os dragões possuem uma reserva de Qi maior que a dos humanos e sua técnica de meditação permite que acumulem Qi dentro de seus corpos de forma mais rápida.

Os humanos precisam se esforçar mais para preencherem sua reserva de Qi, é preciso conectar a mente humana com o mundo espiritual de alguma forma e isso geralmente não é uma tarefa fácil. Alguns humanos também usam a meditação, mas esta não é tão eficaz quanto a dos dragões. Para os humanos, estudar assuntos do espírito  e manter um contato com a natureza é essencial para a aquisição de Qi.


Humanos podem estudar temas relacionados ao conhecimento universal, em livros e outras formas de material escrito, podem ser ensinados por mestres que dominem determinados temas (como a Alquimia física por exemplo) ou ainda podem cultivar a natureza, meditando e conversando com as florestas e rios ou cultivando seu próprio jardim. Uma outra maneira de absorver Qi é através das artes marciais, mas como as artes marciais exigem muito do corpo, a quantidade de Qi que essa atividade gera é limitada.

---

Comprar.